Histórico

Em 24 de março de 1980, o Governador Marcelo Miranda Soares nomeou os sete Conselheiros para o então recém-criado Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul (TCE/MS). O ato foi publicado no Diário Oficial nº 305 no Boletim de Pessoal do Executivo Estadual, nomeando como primeiros conselheiros do TCE/MS: Paulo Roberto Capiberibe Saldanha, Horácio Cersózimo de Souza, Nelson Benedito Netto, Edyl Pereira Ferraz, Carlos Ronald Albaneze, Hélio Peluffo, Alcídio Pimentel (fonte: site do TCE/MS).

A Corregedoria, a partir da década de 90, passou a ser exercida por aqueles Conselheiros que ocupavam o cargo de Vice-Presidente, cumulando as funções sempre que fosse necessário e por convocação do Presidente.

O primeiro ato praticado que se tem registro é a Portaria nº 001/93 que instaurou uma sindicância, assinada pelo então Corregedor e Vice Presidente da Corte, Conselheiro João Leite Schimidt, aos 5 de abril de 1993.

Neste ano também, além de outras Portarias com a mesma finalidade, foram emitidos Provimentos importantes para a condução dos trabalhos do Tribunal de Contas.

Posterioremente, nos anos de 1995 e 1996, a atuação na Corregedoria foi comandada pelo Conselheiro Osmar Ferreira Dutra que, igualmente, emitiu portarias e provimentos da mesma natureza.

Já em 1997 e 1988 a Corregedoria foi exercida pelo Conselheiro Augusto Maurício C. M Wanderley.

Foi no final de 1998 que o Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul nomeou um Conselheiro para exercer exclusivamente a função de Corregedor-Geral.

"Aos 15 dias do mês de dezembro de 1998, às 9:00 horas, em Sessão Especial, sob a presidência do Excelentíssimo Senhor Conselheiro Osmar Ferreira Dutra, reunidos os Conselheiros no Auditório Germano de Barros - Palácio Popular da Cultura, para dar posse ao Excelentíssimo Senhor Conselheiro Ruben Figueiró de Oliveira, no cargo de Corregedor-Geral do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul, eleito em Sessão Especial no dia 4 de novembro do ano em curso, nos termos dos aritgos 15 e 127 do Regimento Interno da Egrégia Corte de Contas" (Termo de Posse datado de 15 de dezembro de 1998)

Inicia-se uma nova fase de estruturação e efetivação da Corregedoria Geral do Tribunal de Contas, sob a batuta do eminente Conselheiro Ruben Figueiró de Oliveira, que de início publica a "Consolidação dos Provimentos da Corregedoria do Tibunal de Contas de MS", através do Provimento nº 01/99.

Exerceu seu mandato por dois anos, sendo sucedido pelo Conselheiro José Ancelmo dos Santos, no biêncio 2001/2002. E sucessivamente pelos Conselheiros Osmar Ferreira Dutra (2003/2004; 2009/2010) Conselheiro Paulo Roberto Capiberibe Santana (2005/2006; 2007/2008 e 2011) e Conselheiro Ronaldo Chadid obiênio 2013/2014.

E, por fim, aos  12 dias do mês de fevereiro de 2015 o Conselheiro Iran Coelho das Neves foi eleito Corregedor-Geral pelos seus pares para o biênio 2015/2016, comprometendo-se a realizar um trabalho ímpar de cooperação com a Presidência e também de colaboração com os demais Conselheiros, membros do Ministério Púlbico e servidores.