Notícias

Página Inicial Notícia Lista Notícia

TCE-MS e UFMS alinham protocolo de cooperação técnico-científico

09/03/2017 Tania Sother Roberto Araujo

Os detalhes foram discutidos em uma reunião entre o presidente do Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul, conselheiro Waldir Neves, o reitor da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Marcelo Turine, e diretores das duas instituições. O protocolo de intenções, que deve ser assinado em breve, é amplo e envolve cursos, qualificação e parceria com os municípios a fim de melhorar a gestão pública.


Na reunião, promovida no dia 7 deste mês, as instituições definiram dois temas estratégicos para o início das ações. O primeiro é o controle da qualidade dos medicamentos que os municípios utilizam por meio do Sistema Único de Saúde (SUS). “Essa parceria que está começando hoje para a construção desse protocolo de intenções é para colocar nossos laboratórios, pesquisadores e alunos a disposição para ajudar os municípios e os prefeitos a fazerem uma gestão de qualidade. Na área dos medicamentos temos pesquisadores de farmácia e biotecnologia prontos a ajudar na construção desse arranjo com o Tribunal de Contas”, enfatizou o reitor Marcelo Turine.

 


O segundo tema, bastante inovador e estratégico,  que vai merecer prioridade, é o controle da qualidade do asfalto usado na estrutura de pavimentação no Estado. Professores e cientistas da UFMS estarão junto com o TCE-MS estudando os desafios tecnológicos a fim de estabelecer parâmetros de comparação de qualidade que garantam o melhor investimento do recurso público.


O Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul, mais uma vez, reforça o compromisso da atual gestão de produzir e disponibilizar à administração pública e à sociedade, trabalhos que auxiliem na tomada de decisões sobre vários problemas que têm se tornado verdadeiros desafios   para os municípios. “Essa é uma iniciativa inédita. Nós descobrimos que temos muitas afinidades e podemos melhorar muito a qualidade na nossa fiscalização utilizando toda a estrutura que a Universidade Federal dispõe. Vamos usar todo esse potencial e suporte técnico para fazermos uma fiscalização mais profunda. A UFMS será uma grande aliada para melhorarmos a qualidade da nossa avaliação e julgamento”, afirmou o presidente da Corte de Contas, conselheiro Waldir Neves.


Dessa forma, a gestão compartilhada implantada pela atual presidência reforça o caráter preventivo e pedagógico defendido pelo conselheiro Waldir Neves. “A punição é a nossa última ferramenta. Temos que nos antecipar para evitar que o dinheiro público seja gasto de forma equivocada. Vamos usar todo o conhecimento da Universidade para melhorar a prestação de serviço e dispor para o cidadão, gestores públicos mais preparados, mais justos”, concluiu o presidente.