Notícias

Página Inicial Notícia Lista Notícia

TCE-MS e CGU vão atuar juntos no controle dos gastos públicos

10/08/2017 Tania Sother Roberto Araujo

Um Termo de Cooperação entre as duas Instituições foi assinado na tarde desta quarta-feira pelo presidente do Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul, conselheiro Waldir Neves, e o superintendente da Controladoria Geral da União no Estado, José Paulo Julieti Barbieri.

A assinatura do acordo permite ao Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul e a Controladoria Geral da União atuarem juntos em ações de prevenção à corrupção e promoção da transparência e da ética pública, por meio da realização de eventos que sensibilizem e capacitem a sociedade a ter uma maior participação no controle dos gastos públicos.

 

 

O novo acordo de cooperação é mais uma demonstração do comprometimento das Instituições  para a população ter, de fato, um País mais justo e transparente. “Com essa parceria vamos duplicar a nossa área de atuação, evitar o retrabalho e, dessa forma, economizar recurso público. Com certeza, conseguiremos importantes resultados no que diz respeito ao combate a corrupção e ao mau uso do erário público”, enfatizou o presidente do TCE-MS.

Fará parte também desse acordo, o compartilhamento de informações técnicas relativas às áreas de auditoria, fiscalização e ouvidorias. O objetivo é maximizar o aproveitamento das informações gerenciadas em benefício do aprimoramento de técnicas e procedimentos implementados  nas ações de controle.  Para o superintendente da Controladoria Geral da União no Estado, José Paulo Julieti Barbieri, ações como essa “fomentam a boa gestão pública e fortalecem o controle social, trazendo a sociedade para junto dos órgãos de controle.”.

 

Também estiveram presentes à solenidade de assinatura do Termo de Cooperação o vice-presidente do TCE-MS, conselheiro Ronaldo Chadid; o corregedor geral, conselheiro Iran Coelho das Neves; a diretora da Escoex, conselheira Marisa Serrano; o conselheiro José Ricardo Pereira Cabral, o auditor Célio de Lima, o Procurador-Geral de Contas de MS, João Antônio de Oliveira Martins Junior, e o superintendente substituto da Controladoria Geral da União no Estado, André Luiz Monteiro da Rocha, entre outras autoridades.