Notícias

Página Inicial Notícia Lista Notícia

TCE-MS fortalece cuidados com a saúde do servidor

24/11/2017 Marycleide Vasques Fábio Pinheiro
Toda essa atenção é resultado de uma política de  gestão de pessoas  que tem foco na melhoria da qualidade de vida e bem estar dos servidores e que, em especial para os homens, está fortalecida neste mês pela Campanha Novembro Azul. Neste ano o Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul inovou disponibilizando, nesta sexta-feira, 24 de novembro,  exames do PSA (antígeno prostático específico) aos servidores com idade acima de 50 anos.
 
O atendimento foi no Setor de Saúde do TCE-MS onde a  enfermeira responsável Tatiana Bazam, apontou os avanços dessa ação: “ a  Campanha do Tribunal de Contas está evoluindo, todos estão envolvidos na campanha de prevenção do Câncer de Próstata. Aderimos a campanha há três (3) anos, iniciamos oferecendo palestras e informações relativas ao assunto, agora estamos inovando com a realização do exame de sangue (PSA)” explica Tatiana Bazam.
 
Câncer de próstata
 
O câncer de próstata é o tipo de câncer mais incidente em homens. A próstata é uma glândula localizada abaixo da bexiga, à frente do reto. Ela produz até 70% do sêmen, sendo indispensável para a fertilidade.
 
O servidor Elvis Frank Souza Monteiro, 46 anos, conta que é a primeira vez que faz o exame. “Estou aproveitando essa campanha para prevenir, meu pai teve câncer na próstata, sofreu bastante, não teve a prevenção, quando soubemos já estava avançado e foi preciso fazer a retirada, agora está bem.”
  
PSA
 
PSA (Antígeno Prostático Específico) é o exame de sangue que serve para diagnosticar alterações na próstata como prostatite, hipertrofia benigna da próstata ou câncer de próstata, por exemplo. Ao contrário do exame do toque, ele não causa nenhum desconforto – exceto aos que tem medo de agulha.
 
Geralmente, os indivíduos saudáveis têm valores de PSA total inferiores a 4 ng/ml. Acima desse limite é necessário realizar o exame de toque.
  
De acordo com a enfermeira Bazam o câncer de próstata não causa sintomas, chega silencioso, e aproximadamente  95% dos casos  já estão em estágio avançado quando os primeiros sinais aparecem.  Alguns tumores na grande maioria,  cresce de forma tão lenta que não chega a dar sinais durante a vida e nem a ameaçar a saúde do homem, mas outro tumores podem crescer rápido, espalhando-se para outros órgãos e podendo levar à morte.
  
O servidor Helio Notarangeli, 58 anos, fez o primeiro exame há mais de quatro (4) anos, e somente agora repetiu.  “Fui um dos primeiros a fazer o exame. Entendo a importância, mas o preconceito do homem machista nos leva para longe do exame de toque, mas agora com o exame de sangue ficou melhor. Conheço vários casos de câncer na próstata, alguns amigos que por desinformação não fizeram a prevenção e alguns só perceberam quando já estavam tomados pelo câncer.”
 

O exame preventivo deve ser realizado uma vez por ano, e quanto mais cedo for diagnosticado, mas chances o paciente tem no tratamento.